Brasileiro Manex Silva não conseguiu completar a prova de esquiatlo do esqui cross-country nas Olimpíadas de Pequim
Wander Roberto/COB

Olimpíadas

Brasileiro Manex Silva não conseguiu completar a prova de esquiatlo do esqui cross-country nas Olimpíadas de Pequim

Publicado em 06/02/2022 06h00

O brasileiro Manex Silva deu a largada para a sua maratona de provas nas Olimpíadas de Inverno de Pequim 2022. Neste domingo, o esquiador de 19 anos disputou a primeira de quatro provas que vai fazer em Pequim. O jovem atleta, no entanto, não conseguiu completar o percurso da prova de esquiatlo do esqui cross-country. Mesmo caindo no início da prova, o russo Alexander Bolshunov dominou o tempo todo e conquistou a medalha de ouro.

Manex sabia que seria difícil completar a prova de 15km + 15km do esquiatlo no esqui cross country. Nesta modalidade, quando o atleta toma uma volta do líder, é obrigado a deixar a prova. Foi exatamente isso que aconteceu com o brasileiro de 19 anos. Sua participação, no entanto, já é um marco para o esporte do país, uma vez que foi o primeiro a participar da prova.

Manex Silva analisa estreia em Jogos de Inverno e fala sobre prova do esquiatlo no esqui cross-country, Foto Reprodução tv Globo

– Essa pra mim não foi uma Olimpíada sobre resultado. Só de estar aqui estou feliz. Perto dos melhores do mundo eu até me senti pequeno. Um prazer fazer parte disso.

disse o brasileiro.

O esquiador brasileiro nasceu em Rio Branco, no Acre, mas se mudou ainda criança para o País Basco, na Espanha, Aitor Salsamendi. Ele disputou as Olimpíada de Inverno da Juventude em 2020. Dois anos depois, foi o primeiro brasileiro a conseguir o índice A do esqui para se classificar para os Jogos de Pequim, o que lhe permitiu disputar as quatro provas individuais do esqui cross-country.