Procon de João Pessoa orienta consumidor sobre como evitar golpes e fraudes em empréstimos consignados
Ilustração

Cidades

Procon de João Pessoa orienta consumidor sobre como evitar golpes e fraudes em empréstimos consignados

Publicado em 05/03/2022 22h24

Quem nunca ouviu falar de alguém que já foi vítima de golpes ou fraudes relacionados a empréstimos consignados? Essas são modalidades de crime contra o consumidor que vêm se aperfeiçoando ao longo do tempo, principalmente através da internet e do telefone (ligações e/ou mensagens), além de publicidades em todos os cantos da cidade oferecendo dinheiro sem consulta ao SPC/Serasa ou comprovante de renda. Mas, como fazer para não cair na ‘sedução’ das propostas anunciadas ou mesmo evitar as fraudes que vêm mascaradas de ofertas vantajosas?

O Procon-JP alerta que, antes de tudo, deve-se ficar atento para não se deixar seduzir por ofertas que, à primeira vista, trazem vantagens como taxas de juros ‘quase zero’ em ‘suaves’ prestações por vários anos. “Se o consumidor está mesmo com muita necessidade de um dinheiro extra, o mais seguro a fazer é procurar o banco onde tem conta e avaliar, cuidadosamente, todo o contrato da transação, principalmente o percentual total dos juros a ser aplicado ao valor recebido”, orienta o secretário Rougger Guerra.

Os golpes e fraudes em crédito ou empréstimo consignado são uma constante nas reclamações, queixas e denúncias do consumidor. “São situações que, infelizmente, são comuns no dia a dia. Em especial contra os idosos aposentados ou pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade devido à necessidade urgente de dinheiro. Mas algumas dicas e orientações podem ajudar a evitar esses problemas”, salienta o titular do Procon-JP.

Falsificações – A falsificação de documentos como o RG e CPF, certidão de nascimento, casamento e comprovante de renda pode ser feita de maneira fácil pelos golpistas. Então, evite entregar os documentos ou os números para qualquer pessoa ou, ainda, preencher formulários com seus dados. Em caso de roubo, é importante fazer um boletim de ocorrência na polícia e depois cadastrá-lo no SPC/Serasa.

Outra fraude é da falsificação de assinaturas em contratos. Como existem especialistas nesse tipo de falsificação, evite assinar papel em branco ou qualquer papel sem verificar as informações completas. Antes de assinar os contratos, leia todo o documento ou peça ajuda para uma pessoa de confiança.

Pagamento antecipado – Fique atento quando solicitarem depósito de valores ou pagamento de boleto para concluir o pedido de empréstimo, porque, quando isso ocorre, geralmente é golpe. “Não se deixe levar pela alegação de que são taxas do governo, do INSS, juros, etc. Não existe depósito ou pagamento antecipado para liberar um empréstimo consignado”, avisa Rougger Guerra.

Dinheiro fácil e senhas – Em geral, é bastante fácil contratar um empréstimo consignado e você tem limites maiores e juros mais baixos. Porém, desconfie de juros muito baixos ou valores muito acima do limite que outros bancos e financeiras liberaram para você. Essa vantagem pode ser golpe. “Outra coisa importante que o consumidor precisa saber é que ninguém precisa informar a senha do banco para contratar um empréstimo consignado. Em alguns bancos, é preciso inserir a sua digital ou clicar os números da senha, mas não informe qual é a sua senha para ninguém”, orienta o secretário.

Falsos funcionários – Preste atenção aos golpistas que se identificam como funcionários do INSS ou de bancos para oferecer um crédito ou empréstimo consignado. Procure se informar se a instituição indicada está liberando crédito para você. É importante saber que os servidores do INSS não podem oferecer empréstimo, crédito ou qualquer serviço financeiro.

Telefone ou e-mail – Empréstimo ou crédito consignado não pode ser oferecido e nem contratado por telefone ou e-mail. É comum os golpistas ligarem falando que você pode ter muito crédito disponível e que precisa dos seus dados para verificar. Na verdade, eles vão usar seus dados para alguma fraude, inclusive contratar um empréstimo consignado sem você saber. Portanto, não dê nenhuma informação pessoal por telefone ou e-mail.

Venda casada – Os bancos e financeiras sempre oferecem outros serviços para você contratar junto ao empréstimo, porém, você não é obrigado a aceitar. Condicionar o empréstimo a algum outro serviço tipo seguro ou título de capitalização é uma irregularidade prevista no CDC como venda casada. No entanto, se já contratou, você pode pedir o cancelamento na central de atendimento do banco ou da financeira.

Margem negativa – Quem recebe benefícios do INSS tem um limite para contratar empréstimo ou cartão de crédito consignado. “Porém, se receber oferta de crédito consignado mesmo estando com a margem negativa (ultrapassando o limite previsto em relação ao benefício recebido) não aceite, porque pode ser golpe. Tente buscar mais informações junto ao banco em questão”, aconselha o titular do Procon-JP.

Atendimentos do Procon-JP
Sede: Avenida Pedro I, 473, Tambiá – das 8h às 17h
Orientação e dúvidas: 0800 083 2015
Whatsapp: 83 98665-0179
Instagram: @procon_jp